HELENA CALDEIRA

HELENA
CALDEIRA

Nasceu em Évora em 1996. Licenciatura em Teatro/Actores pela ESTC. Estagiou na Associação Cultural  O Espaço do Tempo. Estreou-se com uma performance de sua autoria, Ginógenese, resultado de uma parceria com o pintor Manuel Casa Branca, no Alentejo. Iniciou os estudos artísticos, no Curso Profissional de Artes do Espetáculo-Interpretação, na Escola Secundária André de Gouveia em Évora. Participou na segunda edição de Teatro Breve em contentores pela Búzico Produções com o espetáculo de criação colectiva As Gavetas (texto de Rui Paixão, encenação e interpretação de Helena Caldeira, Maria Alvez e Inês de Morais). Integrou o elenco do Espetáculo Musical O Aladino e a Lâmpada Mágica  - teatro no cinema - pela Yellow Star Company, encenado por Paulo Sousa Costa e João Didelet. Alarga a sua experiência artística com a participação na série 1986 de Nuno Markl pela Hop! Produções. Funda em 2018 a Associação Cultural O Bestiário de onde resultou o espetáculo Atmavictu que integra enquanto atriz. Integrou o elenco do espetáculo A Última Estação, encenado e escrito por Elmano Sancho, cuja estreia teve lugar na 35º edição do Festival de Almada, no Teatro Municipal Joaquim Benite. Integrou, como estagiária, a temporada 2018-2019 do Teatro Nacional D. Maria II, tendo sido dirigida por Alex Cassal na leitura encenada Call Center para a Entrada Livre 2018; Ricardo Neves-Neves e Maria João Luis no espetáculo Alice no País das Maravilhas; e Tiago Rodrigues com o espetáculo Menina Júlia. Ainda em 2019 integra o elenco da 2ª temporada de Prisioneira, (Plural Entertainment/TVI) com a personagem Ana Marta. Criou e produziu TOO MUCH, uma curta de teatro para o Festival Noites Curtas do Projeto Ruínas. Atualmente integra o elenco do espéculo A Doença da Juventude, a estrear no Teatro Aberto.

Download CV