WORMS

2013

Os significados de Worms são diversos e muito voláteis. Muitas vezes é a realidade que se encarrega de os descobrir. Inicialmente próximo da filosofia existencialista de Jean-Paul Sartre, o autor rapidamente se distanciou de qualquer referência do filósofo francês (o título será, talvez, o mais evidente resquício desta aproximação inicial, recuperando o nome da cidade onde decorre a acção da peça Le Diable et le non Dieu, escrita em 1951) e torna-se permeável a outras influências, sobretudo de Samuel Beckett e do paradigma do Teatro do Absurdo.

"E as moscas... vêm aos milhares. Só com um objectivo. Mais nada. Elas apoderam-se do interior das pessoas, dos animais. Vão escavar o meu corpo até encontrarem o que procuram. Isto não são animais, são máquinas, micro câmaras de vigilância." 

Texto e Criação Rui Neto Interpretação São José Correia Desenho de Luz João Rafael Silva Vídeo e Sound Design Edgar Keats Realização Video Rui Neto Bailarino Wilson Magalhães Figurino Rui Neto Confecção Figurino PP Couture Estrutura Cénica de Ferro Rui Miragaia Caracterização Tatiana Araci Operação Técnica João Rafael Silva | Fábio Ventura

Financiado por Fundação Calouste Gulbenkian - Jovens Encenadores

Apoios: Festival Temps d'Image | DuplaCena | Comuna - Teatro de Pesquisa | Teatro da Trindade | Fundação Inatel | PP Couture | A Vara Teatro | TNDMII | ArteCapital | MOB | El Corte Inglês | Tenda | Teatro Carnide | Teatro Turim | CML