RUI NETO

PROJECTOS RECENTES

A SIBILA - LEOPARDO FILMES, 2022

BULLY - MARGINAL FILMES/RTP, 2022

NÃO ME FAÇAS PERDER TEMPO, ENC.RUI NETO - TEATRO ABERTO, 2022

Nasceu em Lisboa em 1979. Mestrado em Ciências da Comunicação – Comunicação e Artes pela Universidade Nova de Lisboa. Licenciado em Teatro pela ESTC. Possui também licenciatura em Publicidade e Marketing, pelo IADE. Integrou a XIX Edição da École des Maîtres, dirigido por Matthew Lenton. Estreou-se em Teatro, como actor, em 1999, em O Achamento, dirigido por Madalena Wallenstein. Foi dirigido por  João Garcia Miguel (grupo OLHO),  Joaquim Benite (Companhia de Teatro de Almada), Carlos J. Pessoa (Teatro da Garagem), João Mota (CENDREV e Teatro da Comuna), Álvaro Correia (Teatro da Comuna), Carlos Gomes, Celso Cleto, Solange Freitas, Maria João Luís (Teatro da Terra) e por João Lourenço (Teatro Aberto). Em Cinema estreou-se na curta- metragem de Inês Oliveira, O Nome e o NIM, seguindo-se outros trabalhos com Marta Pessoa, João Correia, Jorge Cramez, Julião Sarmento, Atom Egoyan, São José Correia, Ferrão Katzenstein, Jorge, Ismael, Eduardo Brito e a longa metragem Mistérios de Lisboa de Raoul Ruiz. Trabalha com regularidade em projectos de televisão. Desde 2011 que desenvolve regularmente projectos de escrita e criação para teatro. Em 2016 fundou a LoboMau Produções, que tem produzido os seus espectáculos, onde assume funções artísticas enquanto criador, dramaturgo, agente artístico, realizador e editor. Autor editado, desde 2015 com os seus textos para teatro, pela editora Caleidoscópio, lança em 2022 o primeiro livro das edições LoboMau, uma versão em BD da sua adaptação cénica do conto O Crocodilo, de Dostoievski (vencedor do Prémio Revelação da Amadora BD em 2022). Foi responsável pela  direcção de actores da novela A TEIA (Plural/TVI) em 2018/2019. Foi Professor Adjunto Convidado na Escola Superior de Teatro e Cinema durante o ano lectivo 2019/2020. Ao longos dos últimos anos encenou projectos para estruturas como Lama Teatro, Teatro de Carnide, deVIR/Capa e Escola de Mulheres. Em 2022 encena a peça portuguesa vencedora do Grande Prémio de Teatro da SPA/Teatro Aberto, a convite de João Lourenço.